Ansiedade materna afeta batimentos cardíacos dos bebês - Cabeça de Criança
  • Ansiedade materna afeta batimentos cardíacos dos bebês

    Ansiedade materna afeta batimentos cardíacos dos bebês



    Ansiedade materna afeta batimentos cardíacos dos bebês
    Imagem de Neil Dodhia por Pixabay

    Um novo estudo conduzido por pesquisadores das universidades de Heidelberg, Munique e Mannheim constatou que a ansiedade materna afeta os batimentos cardíacos dos bebês. Segundo especialistas, isso pode levar as crianças a sofrerem tensões emocionais mais persistentes ao longo do crescimento.

    LEIA MAIS:

    A pesquisa analisou a interação entre 50 mães, sendo 20 mulheres com depressão ou transtornos de ansiedade e 30 mães saudáveis, e seus bebês. Elas foram convidadas a brincar com as crianças durante dois minutos e, ao interromper a interação lúdica, “ignorar” os filhos por uns instantes. Dois minutos mais tarde, as mães deviam retomar a atividade. Esse procedimento é chamado de “teste da face parada”, aplicado pela primeira vez nos anos 1970.

    Os batimentos cardíacos das mães e dos bebês foram monitorados ao longo do teste. Dessa forma, os pesquisadores observaram que os filhos de mulheres ansiosas ou deprimidas tiveram um aumento considerável nos batimentos cardíacos em comparação com os bebês de mães que não apresentavam transtornos de saúde mental. Esses bebês também foram classificados por suas mães como tendo um temperamento mais difícil.

    “Descobrimos que se uma mãe estava ansiosa ou deprimida, seu bebê tinha uma resposta fisiológica mais sensível ao estresse durante o teste do que os bebês de mães saudáveis. Este foi um aumento estatisticamente significativo de uma média de 8 batimentos por minuto durante a fase interativa”, explicou o pesquisador Fabio Blanco-Dormond, da Universidade de Heidelberg.

    Esse estudo ainda não foi publicado nem revisado por outros cientistas. É também preciso repetir a pesquisa com uma amostragem maior para poder afirmar que os resultados do estudo são consistentes e que, de fato, a ansiedade materna afeta batimentos cardíacos dos bebês.

     

  • Back to top