Após casos de covid-19, três escolas particulares de São Luís suspendem aulas presenciais - Cabeça de Criança
  • Após casos de covid-19, três escolas particulares de São Luís suspendem aulas presenciais

    Após casos de covid-19, três escolas particulares de São Luís suspendem aulas presenciais



    Após casos de covid-19, três escolas particulares de São Luís suspendem aulas presenciais
    Imagem: Divulgação/Colégio Literato

    Em apenas 48 horas, três escolas particulares de São Luís, no Maranhão, suspenderam as aulas presenciais após casos de covid-19 entre alunos e professores. Segundo o G1, desde a reabertura das instituições de ensino, em agosto, ao menos sete colégios da capital maranhense já interromperam as atividades por causa da doença.

    LEIA MAIS:

    O Colégio Literato informou ao G1, em nota, que a decisão de suspender as atividades na última sexta-feira (18) ocorreu depois de um aluno do 7º ano ter sido diagnosticado com a covid-19. As turmas terão as aulas suspensas na unidade ao longo de 14 dias.

    Um dia antes, na quinta-feira (17), o Colégio Upaon-Açu interrompeu as aulas presenciais depois da confirmação de que uma professora do ensino médio havia contraído o novo coronavírus, assim como o Colégio Educallis, onde dois funcionários testaram positivo para a covid-19.

    As escolas alegam que estão cumprindo os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades de saúde locais e asseguram que o cronograma de ensino terá sequência por meio das aulas remotas.

    Os novos casos reforçam o embate entre a Associação de Pais e Alunos de Instituições de Ensino do Estado do Maranhão (ASPA-MA), que questiona a volta às aulas presenciais nas escolas particulares, e o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Maranhão (Sinpe-MA).

    “O que tem sido observado, até então, com a volta das atividades presenciais, é que adultos e jovens que voltaram às aulas e seguem todas essas medidas de segurança têm permanecido saudáveis, bem como suas famílias. Na contramão disso, o que percebemos é que o contágio pelo novo coronavírus entre adultos e jovens está mais relacionado à volta das atividades de lazer e diversão ao ar livre”, declarou o sindicato ao G1, por meio de nota.

    A retomada das aulas em formato híbrido (com aulas online e presenciais) e opcional se deu em torno de 50 instituições representadas pelo sindicato maranhense. As escolas, por sua vez, garantem respeitar o protocolo sanitário, que inclui uso de máscara, distanciamento social, rodízio de turmas, disponibilização de álcool em gel e sanitização das áreas comuns frequentadas por alunos e funcionários.

     

  • Back to top