Conselho orienta como deve ser volta às aulas - Cabeça de Criança
  • Conselho orienta como deve ser volta às aulas

    Sala de aula



    Sala de aula
    Foto de Taylor Wilcox por Unsplash

    O Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) publicou nesta semana uma série de diretrizes para nortear as instituições escolares e as famílias sobre a volta às aulas presenciais.

    Nesta quarta-feira (24), o governo de São Paulo anunciou que as aulas na rede pública serão retomadas a partir de 8 de setembro. Mas o sindicato das escolas particulares pretende reivindicar a antecipação de reabertura das escolas, já que os estabelecimentos privados precisam da autorização do Estado para voltarem a funcionar.

    As medidas tratam de questões sanitárias e pedagógicas, buscando garantir a segurança de todos os envolvidos diante da pandemia do novo coronavírus, assim como uma aprendizagem efetiva dos estudantes.

    LEIA MAIS:

    Medidas de segurança sanitária

    Apesar da flexibilização da quarentena em muitos municípios brasileiros, o Consed enfatiza a importância de continuar seguindo os protocolos de prevenção na volta às aulas. Confira as principais recomendações:

    Distanciamento social

    Adequação do número de alunos considerando o tamanho da sala de aula, cancelamento de atividades em grupos de alunos, revezamento dos horários de entrada, saída, recreação, alimentação e demais deslocamentos coletivos dos estudantes no ambiente escolar, sinalização de rotas dentro das escolas para que os alunos respeitem o distanciamento social.

    Estações de higiene

    O Coned recomenda o controle de temperatura de estudantes e a disponibilidade de máscaras individuais.

    Além disso, também recomendam medidas como:

    Disponibilizar lavatórios/pias com dispensador de sabonete líquido, suporte com papel toalha, lixeira com tampa com acionamento por pedal. Colocar também dispensadores com álcool em gel em pontos de maior circulação (recepção, corredores e refeitório) para que os alunos higienizem as mãos quando entrarem e saírem da escola, além de tapetes com solução higienizadora para limpeza dos calçados antes da entrada na escola.

    Rotinas de aeração, higienização e desinfecção dos espaços escolares e de seus acessos (maçanetas das portas, por exemplo)

    Rotinas de triagem e higienização na entrada da escola

    Desativação de bebedouros com disparo para boca e incentivo à utilização de garrafinhas individuais.

    Prioridade para o uso de materiais descartáveis de uma maneira geral.

    Cuidados com as pessoas com suspeita de contaminação

    Dar orientação à equipe escolar sobre sinais, sintomas e procedimentos necessários, comunicar a autoridade local em caso suspeito ou confirmado, e disponibilizar um ambiente para isolamento imediato.

    Transporte escolar

    Redução do número de estudantes por veículo e desinfecção dos ônibus escolares.

    Alimentação escolar

    Assegurar orientação e supervisão do recebimento e armazenamento adequado de alimentos trazidos de casa (limpeza da embalagem antes de armazenamento na escola), cuidados no preparo e distribuição da alimentação escolar com uniformes, máscaras, luvas, talheres, e marcação de lugares nos refeitórios para minimizar a movimentação.

    Reorganização dos demais espaços escolares

    Biblioteca, laboratórios, área de esporte, áreas de trabalho, entre outros.

    Medidas pedagógicas

    Apresentação de alternativas para cumprimento da carga horária mínima anual

    Ampliação da jornada diária, com reposição de aulas nos sábados letivos ou turnos alternativos (como o noturno), prorrogação do calendário de atividades para o período de recesso ou para o ano seguinte, e reordenação da trajetória escolar para permitir o cumprimento dos objetivos de aprendizagem e desenvolvimento (relativos ao ano atual e ao ano subsequente).

    Adequação curricular e ensino híbrido

    Revisão dos objetivos de aprendizagem do ano letivo em curso para compensação no ano seguinte, oferecendo avaliação diagnóstica, assim como estratégias de nivelamento e recuperação. Estabelecer estratégias de avaliação de aprendizagem, garantir a formação dos professores, disponibilizar meios para que os alunos tenham acesso ao conteúdo, reduzindo ou proibindo o compartilhamento de materiais impressos e equipamentos.

    Gestão de pessoas

    Monitorar a ausência de servidores e estudantes, estar atento aos alunos com maior risco de evasão escolar, buscar o engajamento dos alunos e a reenturmação com o rodízio de turmas. O Consed também recomenda a contratação temporária de professores e servidores, a capacitação dos funcionários para as medidas de higienização, e o oferecimento de apoio psicossocial para todos na volta às aulas.

  • Back to top