Dia dos Professores: educadores acreditam que serão mais valorizados pós-pandemia - Cabeça de Criança
  • Dia dos Professores: educadores acreditam que serão mais valorizados pós-pandemia

    Dia dos Professores



    Dia dos Professores
    Foto de Adam Winger no Unsplash

    Hoje, 15 de outubro, é celebrado o Dia dos Professores. Mesmo sendo peças fundamentais no desenvolvimento de uma sociedade, o Brasil é um dos países que menos valorizam o trabalho desses profissionais. Porém, uma pesquisa mostrou que, durante a pandemia do coronavírus, os professores passaram a ser mais valorizados.

    LEIA TAMBÉM:

    De acordo com um estudo coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e publicado em 2018, junto ao Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), o Brasil ficou em último lugar entre as 35 nações avaliadas no quesito valorização dos professores.

    Mas, em uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Península, 72% dos professores afirmaram que um dos legados deixados pela pandemia será a valorização da carreira docente pela sociedade.

    Para Alexandre Schneider, ex-secretário da Educação da cidade de São Paulo e atual presidente do Instituto Singularidades, uma das iniciativas do Instituto Península, é possível verificar essa valorização a partir da própria imagem que a sociedade tem dos profissionais da educação. “Talvez, hoje, eles estejam equiparados aos profissionais da saúde – e isso se dá porque, com as crianças em casa, os pais conseguem enxergar quão difícil é o processo de ensinar”, diz.

    Segundo Schneider, é preciso que os gestores escolares acolham emocionalmente os professores, já que muitos desses profissionais perderam amigos e familiares, e outros precisaram lidar com pessoas próximas perdendo seus empregos e sua renda, entre outras dificuldades. “Em um primeiro momento, será preciso reconstruir os laços e o espírito de equipe que faz toda escola funcionar”, afirma o especialista.

    Por outro lado, o ex-secretário da educação acredita que os educadores voltarão às salas de aula com muito mais conhecimentos e habilidades do que tinham antes da pandemia, e estará mais apto no uso da tecnologia.

    O especialista também acredita que a sociedade está olhando com carinho e reconhecimento para o trabalho dos educadores. “Cada um de nós pode fazer a diferença na vida de uma criança ou de um adolescente. Espero que isso permaneça após a pandemia porque não há nada mais importante que a Educação e não há profissão mais relevante que a do professor”, diz.

  • Back to top