Vídeo: menino com doença cerebral anda pela primeira vez aos 5 anos
  • Vídeo: menino com doença cerebral anda pela primeira vez aos 5 anos



    Imagem: Mandy Hanson / Reprodução Facebook

    Um vídeo que mostra um menino de cinco anos andando pela primeira vez viralizou nas redes sociais. O pequeno Camden Hanson, que tem uma doença cerebral que afeta a sua capacidade de locomoção, deixou a mãe orgulhosa ao dar seus primeiros passos.

    LEIA TAMBÉM:

    Mandy Hanson comemorou a conquista do filho compartilhando um vídeo emocionante nas redes sociais. O vídeo viralizou e contabiliza mais de 8 milhões visualizações, 400 mil curtidas e 40 mil compartilhamentos no Twitter.

    “Como todos nós podemos ter um pouco de felicidade em nossas vidas nos dias de hoje: meu filho mais novo (5 anos) tem atrofia cerebelar progressiva e é deficiente físico. Ele também faz 10 terapias por semana. Hoje, ele finalmente andou sozinho! #MyHero #NeverGiveUp “, escreveu Mandy Hanson.

    Perseverança

    A família Hanson vive em Woodstock, na Geórgia, nos Estados Unidos. A doença de Camden foi descoberta quando ele tinha apenas 18 meses de idade. “Foi quando percebemos que ele estava muito desequilibrado e estava tentando andar, mas tinha uma marcha anormal, não era típica de uma criança. Depois de avaliar muitas possibilidades, visitamos um neurologista local que realizou uma ressonância magnética, e foi aí que vimos a atrofia cerebelar”, lembra a mãe, em entrevista ao Today Parents.

    O cerebelo é a parte do cérebro que coordena os movimentos voluntários, como postura, equilíbrio. No caso de Camden, a disfunção prejudica tarefas diárias como formar palavras, equilibrar-se e caminhar. O garoto norte-americano começou a fazer terapia física, de fala e ocupacional quando tinha cerca de 20 meses. Hoje, ele também faz passeios a cavalo e terapia robótica intensiva. No entanto, a atrofia de Camden está piorando.

    Para a mãe, a terapia intensiva e a força de vontade do filho foram decisivas na sua evolução. Ela ficou surpresa com a repercussão do vídeo nas redes sociais, mas agradeceu as palavras gentis e os desejos de boa sorte enviados por pessoas de todo o mundo após o menino andar pela primeira vez.

    “Camden nos ensinou a sermos pacientes e compassivos mais do que qualquer um. Em seus curtos cinco anos, ele passou por dezenas de testes exaustivos e, às vezes, dolorosos, mas sempre sorrindo. Esperamos que a história dele espalhe uma mensagem de esperança e inclusão e sirva de inspiração para milhões de famílias em todo o mundo que estão enfrentando os desafios de criar um filho com necessidades especiais”, concluiu.

  • Back to top