Pais estressados com aulas online dos filhos estão bebendo mais na quarentena - Cabeça de Criança
  • Pais estressados com aulas online dos filhos estão bebendo mais na quarentena

    Pais estressados com aulas online dos filhos estão bebendo mais na quarentena



    Pais estressados com aulas online dos filhos estão bebendo mais na quarentena
    Imagem de StockSnap por Pixabay

    Trabalhar em casa, ajudar os filhos com ensino a distância e ainda cuidar das tarefas domésticas. Não à toa, muitos pais estão sobrecarregados durante a pandemia do novo coronavírus. Neste cenário, uma pesquisa online divulgada pelo site The Conversation constatou que os pais estressados com as aulas online dos filhos estão bebendo mais na quarentena.

    LEIA MAIS:

    Dos 361 pais ouvidos pela pesquisa, 78% tinham filhos que tiveram aulas online durante a quarentena. Desses, 66% relataram que se sentiram estressados por não saberem como auxiliar as crianças nesse processo de ensino a distância. Para se sentirem melhor, muitos deles recorreram às bebidas alcoólicas.

    Os pais estressados beberam sete drinques a mais por mês do que aqueles que conseguiram lidar com as aulas online dos filhos com mais tranquilidade. De acordo com a pesquisa, os pais que se sentiam perturbados tinham duas vezes mais chance de relatar consumo excessivo de álcool ao menos uma vez no mês anterior.

    O conceito de consumo excessivo de álcool varia de acordo com o sexo, levando em conta quando as mulheres ingerem pelo menos quatro bebidas alcoólicas e os homens tomam pelo menos cinco drinques (que incluem cerveja, vinho ou licor) dentro de algumas horas.

    A pesquisa foi realizada nos Estados Unidos e não é uma amostra nacional representativa. Ainda assim, ela reforça a constatação de outros estudos que indicam que as pessoas aumentam o consumo de álcool em períodos de estresse, como foi o caso após tsunamis, furacões, surtos de doenças e ataques terroristas.

    A covid-19 se encaixa nesse contexto. Um estudo na Polônia, com mais de 1.000 participantes, constatou que as pessoas estão bebendo mais vinho, cerveja e licor do que antes da pandemia. Isso serve de alerta ao comportamento das pessoas durante a quarentena. O álcool enfraquece o sistema imunológico e pode deixar a pessoa mais vulnerável à contaminação do novo coronavírus, além disso pode ser relacionado a outros problemas sociais, como violência doméstica.

  • Back to top