USP lança cartilha para orientar cuidadores a lidar com engasgos em bebês -
  • USP lança cartilha para orientar cuidadores a lidar com engasgos em bebês

    engasgo



    Um dos maiores medos de pais e mães de bebês é o engasgo. Poucas pessoas sabem o que fazer caso a criança se engasgue com uma papinha, o leite ou uma fruta, por exemplo.

    Leia também:
    O que levar no enxoval da maternidade?
    Como escolher a cadeirinha do carro

    Além disso, o pânico da situação pode deixar os cuidadores sem saber o que fazer. Por isso, é bom estar bem preparado.

    A Universidade de São Paulo lançou uma cartilha que ensina os cuidadores o que fazer caso uma criança engasgue.

    A cartilha ensina a diferença entre engasgo parcial, que é quando o bebê está sufocando, com falta de ar e respiração difícil, de um engasgo total, que é quando o bebê nem consegue tossir ou chorar, fica com os lábios arroxeados e sem ar, e mostra o que fazer em cada situação.

    Por exemplo, se o bebê está passando por um engasgo total, a cartilha orienta ao cuidador não tentar retirar o objeto da garganta da criança com as mãos, pois isso pode empurrá-lo mais para fundo, piorando a situação.

    O certo é seguir esses passos:

    1 – Tente manter a calma e ligue para o Corpo de Bombeiros (193) ou o SAMU (192)

    2 – Enquanto espera por ajuda, siga esses passos:

    – Coloque o bebê deitado de barriga para baixo em cima no antebraço, com a cabeça mais baixa do que o corpo e, com o dedo indicador e médio, deve-se segurar a boca do bebê aberta.

    – Apoie seu antebraço na sua coxa para ter mais firmeza.

    engasgo
    USP lança cartilha do engasgo / Foto: Divulgação

    3 – Depois, dê 5 tapas com a base da mão entre os ombros, no meio das costas do bebê

     

    engasgo
    USP lança cartilha do engasgo / Foto: Divulgação

    4 – Coloque o bebê deitado de costas sobre o outro antebraço apoiado sobre a coxa.

    Faça 5 compressões com dois dedos no meio do peito, entre os mamilos.

    Cada compressão deve ter 4 centímetros 2 a 3 dedos de profundidade.

    USP lança cartilha do engasgo / Foto: Divulgação

    5 – Observe o bebê. Se ele chorar, vomitar ou tossir é sinal que desengasgou. Sua cor voltará ao normal.

    Se o bebê continuar engasgado e tentando respirar, repita os passos.

    Se o bebê estiver muito molinho e inconsciente, parta para essas manobras:
    engasgo
    USP lança cartilha do engasgo / Foto: Divulgação
    engasgo
    USP lança cartilha do engasgo / Foto: Divulgação
    engasgo
    USP lança cartilha do engasgo / Foto: Divulgação
    Veja a cartilha completa para ver mais dicas.

  • Back to top