Leitora conta que engravidou de trigêmeos tomando anticoncepcional e de um marido vasectomizado - Cabeça de Criança
  • Leitora conta que engravidou de trigêmeos tomando anticoncepcional e de um marido vasectomizado



    Leitora conta que engravidou de trigêmeos tomando anticoncepcional e de um marido vasectomizado
    Imagem de freepic.diller por freepik

    Mesmo tomando anticoncepcional e com um marido vasectomizado, Alessandra foi surpreendida com uma gravidez natural de trigêmeos. Ela contou sua história em depoimento à revista Marie Claire.

    LEIA TAMBÉM:

    Alessandra tinha 23 anos quando descobriu que estava grávida. Havia acabado de começar um relacionamento com Maico, que havia conhecido um ano antes. Logo, passaram a morar juntos para esperar Helena, que nasceu em 10 de junho de 2016.

    Eles achavam que sua família já estava completa e, então, Alessandra continuou a tomar anticoncepcionais, mesmo depois de Maico fazer uma vasectomia.

    As injeções eram ministradas mensalmente por conta dos ovários policísticos, que também dificultam a concepção. Durante meses, tudo estava bem, mas, em janeiro, a menstruação não desceu.

    Certa de que era por conta dos ovários, tomou a injeção do mês mesmo assim. Em seguida, começou a sentir enjoos e até passou pela cabeça dela que pareciam sintomas de gravidez, mas não podia ser, mais prevenidos que eles não existiam.

    Assim correu o mês e, como os sintomas não haviam passado, Alessandra pediu para Maico comprar um teste de gravidez de farmácia. O resultado deu uma linha forte e outra bem fraquinha, o que ela entendeu como ser negativo. De acordo com ela, se tranquilizou, pois ser mãe de novo não estava nos planos dela.

    Um mês depois, descobriu que estava grávida enquanto fazia um exame transvaginal. E a surpresa: ela não estava grávida de um só bebê, mas de três. Ela quase caiu da maca e sentiu uma sensação de desmaio. Não apenas era mãe novamente, mas de trigêmeos!

    Ela entrou em depressão, coisas horríveis passaram em sua cabeça, nunca havia desejado ser mãe de tantos filhos. Maico, também aflito, se perguntava com iria sustentar todos eles.

    Alessandra conta que até a 19ª semana de gestação ainda não havia assimilado que era mãe de trigêmeos. Para proteger seus filhos durante a pandemia, teve que sair do pet shop em que trabalhava. Maico também perdeu o emprego. O auxílio emergencial ajudava a abastecer a casa, mas não sobrava nada para montar o enxoval dos bebês.

    As amigas de Alessandra decidiram pedir doações nas redes sociais. Se não fosse por elas, os filhos dela não teriam o que vestir.

    Com a barriga crescendo e os presentes chegando, começou a se acostumar a ser mãe novamente. Engravidar de trigêmeos da maneira que foi só podia ser coisa do destino.

    Com 32 semanas, em 13 de agosto deste ano, Matheus, Mirela e Murilo nasceram, cada um com quase 2kg. Quando finalmente viu o rosto de seus filhos, entendeu o sentido daquilo tudo.

    Helena ficou feliz em conhecer seus irmãos e o marido voltou a trabalhar, a vida voltando aos eixos. Ela finaliza afirmando que faria tudo de novo.

    Leia o depoimento completo de Alessandra no site da revista Marie Claire.

  • Back to top