Educação em casa: como conciliar com o home office?
  • Educação em casa: como conciliar com o home office?

    criança estudando educação em casa



    criança estudando educação em casa

    Já faz um pouco mais de um mês que estamos em distanciamento social por conta da pandemia de coronavírus. Em com o isolamento, veio o desafio da educação em casa.

    As famílias estão tentando se ajustar a uma nova realidade, muitas vezes conciliando o home office com as atividades domésticas e, além de tudo isso, ainda ajudar os filhos com as lições de casa enviadas pelas escolas.

    LEIA TAMBÉM
    Desenhos e atividades para crianças que estão em quarentena por causa do coronavírus
    Coronavírus: Como falar com os filhos sem despertar o medo neles

    Algumas instituições de ensino decretaram férias para o mês de abril. Mas outras continuam com a educação a distância, que teve de ser organizada às pressas quando o distanciamento social começou a se mostrar a melhor alternativa para combater a pandemia.

    Ouça o Podcast É A Mãe! sobre educação em casa:


    Para te ajudar a se organizar nesta fase de educação em casa, reunimos algumas dicas:

    1 – Ter um espaço adequado para estudar é importante. Se a criança não tiver uma escrivaninha ou uma mesa de estudos, pode ser um cantinho organizado e confortável na mesa de jantar, por exemplos;

    2 – Uma ideia é colocar esse canto de estudos no mesmo ambiente em que os pais estão fazendo o home office, se possível. Assim, a criança o pai ou a mãe trabalhando e entende que eles também estão tendo que se adaptar a um novo esquema;

    3 – Organize o dia de forma que as crianças façam atividades mais silenciosas no mesmo horário em que você precise de mais tranquilidade para trabalhar. Designe horários específicos em que seu filho possa fazer atividades mais barulhentas, em um momento que não vai te atrapalhar;

    4 – Tente manter uma rotina, mesmo que não tão rígida. Tente fazer a criança dormir e acordar mais ou menos no mesmo horário, pelo menos nos dias da semana;

    5 – Converse com seu filho. Aproveite esse momento de proximidade total para saber se ele tem alguma dúvida ou receio em relação à pandemia. Uma mente preocupada não vai conseguir se concentrar tão bem nos estudos;

    6 – Mantenha contato com a escola. O ensino a distância demanda um acompanhamento da escola. Os professores devem estar disponíveis para tirar dúvidas, seja por mensagens, e-mails ou aplicativos. Se a comunicação não estiver funcionando bem, ou se você achar que as atividades não estão adequadas ou são excessivas, converse com a escola. A instituição também está se adaptando, então esse feedback é importante para eles. Sempre que algo não estiver indo bem, fale com a escola;

    7 – Aproveite o momento para observar como seu filho lida com os estudos. Veja se ele é organizado, se consegue entender sozinho os enunciados e quais as dificuldades ele têm. É uma oportunidade inédita para acompanhar de perto como sua criança age frente às atividades escolares;

    8 – Dependendo da idade do seu filho, você vai precisar sentar junto com ele para estudar. Mas tente dar alguma autonomia para a criança se organizar, de acordo com a idade. Pode ser uma boa oportunidade para ela se tornar mais independente;

    9 – Sinta qual é o melhor ritmo para seu filho estudar. Tem criança que acorda super cedo e no maior pique. E tem outras que demoram mais para entrar no ritmo. Veja se rende mais fazer todas as tarefas de uma vez ou se a criança rende mais se dividir os estudos em dois períodos;

    10 – Não se cobre tanto, e nem cobre a criança excessivamente. Estamos vivendo um período de exceção, com uma pandemia assustadora nos ameaçando e tentando nos adaptar a tudo isso. Se a rotina de estudos não sair exatamente como o planejado, não se martirize. Se num dia não for possível realizar todas as atividades programadas, tente relaxar e compensar no dia seguinte.

    Fonte: Claudio Oliveira, orientador educacional do Colégio Humboldt, em São Paulo 

  • Back to top